ANÁLISE DO CONHECIMENTO DA GESTANTE PRIMÍPARA E DO ENFERMEIRO QUANTO A ORIENTAÇÃO DO TRABALHO DE PARTO NA ATENÇÃO BÁSICA

  • Vitória Mayane Amorim Roque Faculdade de Integração do Sertão – FIS
  • Viviane de Souza Brandão Lima Faculdade de Integração do Sertão – FIS
Palavras-chave: Mulheres gravidas, Pré-natal, Trabalho de parto

Resumo

Introdução: A gestação é um processo de transformações físicas e emocionais, especialmente para as mães primíparas que se deparam com várias dúvidas, questionamentos, inseguranças, medos e ansiedades. O trabalho de parto se inicia por contrações dolorosas, rítmicas que durem no mínimo 30 segundos cada uma, promovendo a dilatação uterina e o apagamento cervical, levando ao mecanismo de parto, nascimento e consequentemente o delivramento placentário. Objetivo: Verificar se as gestantes primíparas e puérperas foram orientadas quanto ao trabalho de parto pelos enfermeiros da atenção básica, visto que a maioria deles possuem apenas a graduação. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa do tipo transversal, prospectiva com uma abordagem quantitativa. Foram aplicados 30 questionários, sendo 10 para os enfermeiros da UBS (Unidade Básica de Saúde) e 20 para as gestantes, a fim de verificar a interação dos mesmos. Resultados: A pesquisa verificou que os enfermeiros das UBS informavam as gestantes sobre o trabalho de parto, os sinais do TP e os tipos de parto, porém, foi notório mesmo elas tendo realizado pré-natal e recebido as informações, algumas não sabiam identificar quando estavam entrando em trabalho de parto ativo. Conclusão: O enfermeiro desenvolve um papel essencial no acompanhamento das consultas de pré-natal, promovendo educação em saúde para um melhor entendimento durante o momento de parir. Deste modo, é nítido a importância de rodas de conversas, encenações e ofertar aos enfermeiros capacitações que agreguem conhecimento sobre o tema.

Publicado
2024-02-21
Como Citar
1.
Amorim Roque VM, de Souza Brandão Lima V. ANÁLISE DO CONHECIMENTO DA GESTANTE PRIMÍPARA E DO ENFERMEIRO QUANTO A ORIENTAÇÃO DO TRABALHO DE PARTO NA ATENÇÃO BÁSICA. RMS [Internet]. 21º de fevereiro de 2024 [citado 12º de julho de 2024];6(1):139-4. Disponível em: https://revistamultisertao.com.br/index.php/revista/article/view/718