PERCEPÇÃO DAS FAMÍLIAS E A RELEVÂNCIA DO ENFERMEIRO SOBRE O TEA NO CAPS

  • Adriana Mendes da Silva Faculdade de Integração do Sertão – FIS
  • Maria Fernanda Bezerra da Silva Universidade Federal de Pernambuco, Laboratório de Imunopatologia Kaizo Asami-LIKA, Recife-PE, Brasil
Palavras-chave: Enfermeiro, Família, TEA

Resumo

Introdução A Organização Mundial da Saúde (OMS) estimou a prevalência Internacional de Transtorno do Espectro Autista em 2010 de 0,76%, 16% da população infantil global. Em 2014 a estimativa de diagnósticos nos Estados Unidos foi de 1,68%. Estudos apontam um caso para cada 54 crianças nos EUA, sendo 4 casos masculinos para 1 feminino. No Brasil não existem dados epidemiológicos representativos, porém existe uma estimativa de 2 milhões de casos no País. Objetivo: observar e acompanhar a equipe de enfermagem e as famílias de crianças com Transtorno do Espectro Autista no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) do Município de Juru-PB. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo transversal, retrospectivo com abordagem qualitativa, incluindo profissionais de enfermagem e famílias de crianças com Transtorno do Espectro Autista. Os profissionais de enfermagem entrevistados estavam na faixa etária de 23 a 43 anos, com tempo de trabalho no CAPS entre 1 a 7 anos. Resultados: Foi possível perceber a importância do enfermeiro na vida das famílias de crianças com Transtorno do Espectro Autista. Os pais só começaram a perceber os primeiros sinais e sintomas da síndrome a partir dos dois anos de idade, no período pré-escolar. O diagnóstico do autismo causa nas famílias instabilidade emocional e sentimentos como: medo, angustia e luto. Conclusão: O estudo mostrou que a sobrecarga de trabalho administrativo do enfermeiro deixa o campo de assistência terapêutica em déficit em relação ao grupo alvo, e que as famílias necessitam de momentos de escuta para amenizarem as dores que o diagnóstico traz.

Publicado
2024-02-15
Como Citar
1.
Mendes da Silva A, Bezerra da Silva MF. PERCEPÇÃO DAS FAMÍLIAS E A RELEVÂNCIA DO ENFERMEIRO SOBRE O TEA NO CAPS. RMS [Internet]. 15º de fevereiro de 2024 [citado 25º de abril de 2024];6(1):69-0. Disponível em: https://revistamultisertao.com.br/index.php/revista/article/view/711